domingo, 3 de setembro de 2017

Conheça o Rede Noticiando!

O seu mais novo canal de notícias, um espaço dedicado a noticias, denúncias, curiosidades e muita informação.


Para acessa-lo basta entrar em http://www.noticiando.net/

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Banda dos Seguranças do Metrô de SP tem prejuízo de R$ 40 mil após furto de instrumentos.

Instrumentos da Banda dos Seguranças do Metrô de São Paulo foram furtados na madrugada desta segunda-feira (15). Mais de 20 instrumentos e objetos sumiram da sala na Estação Brás. O prejuízo foi em torno de R$ 40 mil, de acordo com um dos integrantes do grupo. 

Foto: BSM - Banda Dos Seguranças Do Metrô | Via Facebook
Os músicos da Banda dos Seguranças do Metrô tomaram um susto quando entraram na sala usada para ensaios, um anexo no terminal de ônibus na Estação Brás, na Zona Leste de São Paulo: parte dos instrumentos havia sido furtada. 

De acordo com a assessoria de imprensa da banda, diversos instrumentos e objetos musicais foram furtados. Foi apurado que guitarras, contrabaixos, teclado, cavaquinho e violões, além de materiais eletrônicos como pedais e amplificadores, sumiram da sala. 

Parte dos instrumentos pertencia ao Metrô de São Paulo. Outros, foram comprados pelos próprios seguranças.

Em uma postagem no Facebook, Geverton Ferreira, saxofonista da banda, estima que o prejuízo em mais de R$ 40 mil. "A terra da impunidade, berço esplêndido dos ladrões nos mostra sua ousadia", diz a publicação do início desta tarde. "Nos informem por gentileza se alguém ver algo suspeito à venda."

A assessoria do Metrô afirma que o boletim de ocorrência será concluído assim que eles acabarem de registrar o que foi furtado. O caso será apurado pela Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), responsável por investigar crimes ocorridos dentro do Metrô de São Paulo.

O Grupo 

A Banda dos Seguranças do Metrô de São Paulo surgiu de maneira informal há mais de seis anos. Alguns seguranças se uniram para tocar em um evento beneficente e o Metrô gostou da ideia. A primeira apresentação oficial ocorreu na Estação da Sé, em fevereiro de 2011. 

Atualmente com nove músicos, a banda se apresenta uma vez por mês em diferentes estações da capital. O Metrô procura colocar em estações que comportem o público, que pode chegar a 2 mil pessoas, sem interferir no trânsito dos outros passageiros. Ao todo, estima-se que 60 mil pessoas já assistiram às apresentações.

As informações são do UOL

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

JCDecaux assina o contrato da concessão dos espaços publicitários do Metrô de São Paulo por 10 anos.

Foto: JCDecaux
JCDecaux SA (Euronext París: DEC), líder mundial em comunicação exterior, anuncia que amanhã assinará o contrato para a concessão de espaços publicitários do Metrô de São Paulo durante 10 anos, após sua vitória na licitação em 28 de junho.

O contrato exclusivo inclui a instalação, operação, manutenção e gestão dos espaços publicitários nas linhas azul (L1), verde (L2) e vermelha (L3) do metrô de São Paulo, a capital econômica do Brasil. Além de se tornar o único operador nas três principais linhas da cidade, a JCDecaux também comercializará a publicidade nas estações da linha lilás (L5) até que seja realizada a concessão para este trecho. Alcançará, assim, uma cobertura completa de 59 das 67 estações existentes na cidade. O metrô de São Paulo, inaugurado em 1968, foi totalmente restaurado em 2015 e hoje transporta mais de 4 milhões de passageiros por dia útil.

A JCDecaux torna-se a operadora exclusiva da publicidade estática e digital nas estações, túneis e vagões das quatro principais linhas do metrô de São Paulo, depois de 15 anos de gestão com múltiplos players. Com sua experiência na operação e concepção de ofertas publicitárias dos metrôs de Lima (Peru), Santiago (Chile) e em outras 54 cidades de 15 países no mundo, a JCDecaux trará uma oferta totalmente redesenhada e moderna, divididas em três fases em um prazo de 12 meses: a primeira baseada na comercialização dos produtos atuais do Metrô de São Paulo, porém com uma nova estratégia comercial; a segunda que será uma fase de transição dos mobiliários atuais para a nova oferta, e a terceira que concretizará a visão da empresa para este ambiente, com um plano de mídia adaptado ao perfil de diferentes anunciantes e privilegiando equipamentos premium de última geração, com alto impacto e com forte presença digital (Iconic LED, Vídeo Wall, telas de LCD de alta resolução i-vision e i-vision Twin, entre outros).

Já presente no mobiliário urbano da capital econômica da América Latina, com a concessão de 1.000 relógios publicitários inteligentes desde 2012 e a concessão exclusiva do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos desde 10 de julho deste ano, a JCDecaux continua diversificando e consolidando sua liderança no coração desta metrópole de quase 20 milhões de habitantes. Este novo contrato fortalece o segmento de transportes da empresa no principal mercado de publicidade da América Latina, somando-se à notável presença em mobiliário urbano, com os contratos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Manaus, Fortaleza, São Luís e Belém.

Paulo Menezes Figueiredo, Presidente do Metrô de São Paulo, disse:

"Nós, do Metrô de São Paulo, estamos muito confiantes na parceria com a JCDecaux. Ao trabalhar com a maior e mais renomada empresa mundial na gestão publicitária dos maiores metrôs do mundo, temos certeza que a oferta de mídia do Metrô de São Paulo vai se tornar uma referência no Brasil. Nosso objetivo é melhorar a experiência dos nossos passageiros e modernizar nossas estações no que diz respeito à comunicação visual, entendendo que este contrato refletirá exatamente esta diretriz".

Jean-Charles Decaux, Co-CEO de JCDecaux, afirma:

"Estamos muito felizes de assinar hoje o contrato para a concessão publicitária do Metrô de São Paulo. É um grande reconhecimento da experiência e das capacidades operacionais que nossa equipe brasileira demostra diariamente aos quase 20 milhões de paulistanos na gestão dos 1.000 relógios inteligentes desta metrópole emblemática da América Latina. Flexibilidade, criatividade e design serão fundamentais para que o Metrô de São Paulo se torne uma plataforma de mídia inovadora, melhorando a experiência dos passageiros e garantindo aos anunciantes e às suas marcas uma visibilidade otimizada".

As informações são da JCDecaux


terça-feira, 8 de agosto de 2017

Estações da Linha 4 apresentam diversas exposições culturais

Viagem cultural acontece pela Linha 4-Amarela de metrô de São Paulo.
Fotografias, poesias e cartazes cinematográficos integram as mostras sobre cinema, aleitamento materno e envelhecimento.

Foto: Redes Sociais
Os passageiros que utilizam a Linha 4-Amarela estão convidados para uma viagem cultural por meio das intervenções artísticas que acontecem nas sete estações da linha. As mostras são itinerantes e já podem ser vistas nas estações Paulista e Luz.

Na estação Paulista, a mostra Rugas, realizada pela Jornalista Ana Paula Paiva, une fotografia e poesia em 20 imagens de pessoas anônimas ou famosas, como o ator Matheus Nachtergaele. A mostra, apresentada em preto e branco, tem como objetivo destacar as linhas de expressão humana e provocar uma reflexão sobre a beleza do processo de envelhecimento.

Já os amantes do cinema poderão conferir a exposição 100 Anos da Bela Arte, que reúne 20 reproduções de cartazes originais de filmes históricos com curadoria da Caixa Belas Artes. A apresentação ocorre na estação Luz e traz lembranças do tradicional cinema de rua paulistano, através dos cartazes cinematográficos, todos com descrição do ano de lançamento, diretor e uma característica marcante da produção à época. Esta é a primeira etapa da atração que celebra 100 anos de cinema da Caixa Belas Artes.

Para reforçar a importância da amamentação na Semana Mundial do Aleitamento Materno, a ViaQuatro recebe na estação Luz da Linha 4-Amarela, a exposição Amamenta Ação - SMAM 2017, que reúne seis imagens de mães amamentando seus bebês em diferentes ambientes cotidianos. O trabalho é resultado do movimento #EUAPOIOLEITEMATERNO, que reuniu fotógrafos de todo o Brasil para retratar a beleza e a importância da amamentação. A exposição pretende provocar reflexões e apoiar a naturalidade do ato de amamentar em qualquer ambiente.

As exposições fazem parte da agenda de atrações culturais e educativas que a concessionária ViaQuatro mantém em 2017, na Linha 4-Amarela, com objetivo de oferecer cultura, conhecimento e entretenimento aos 700 mil passageiros que circulam pelas estações.

Serviços

Exposição Rugas
Estação Paulista – De 1º a 31 de agosto
Estação Faria Lima – De 1º a 30 de setembro

Exposição 100 Anos da Bela Arte 1ª etapa
Estação Luz – De 1º a 31 de agosto
Estação Paulista – De 1º de setembro a 2 de outubro
Estação Fradique Coutinho – De 3 a 31 de outubro

Exposição Amamenta Ação - SMAM (Semana Mundial de Aleitamento Materno) 2017
Estação Luz – De 7 a 31 de agosto

As informações são da ViaQuatro

Funcionários do Metrô de São Paulo podem decidir sobre nova greve hoje (08/08)

Foto: Redes Sociais
O Sindicato dos Metroviários de São Paulo convocou uma assembleia nesta terça-feira (8) para discutir ações de luta contra a terceirização e a privatização no metrô e as reformas do Governo Federal.

Durante a reunião, poderá ser decidida uma nova greve na capital paulista.

A assembleia está marcada para às 18h30. Ainda não está definida uma data para a possível paralisação.

Na semana passada, tanto os metroviários quanto os ferroviários chegaram a anunciar uma greve, mas decidiram suspendê-la um dia antes.

As informações são do Metrô Jornal

Leilão de concessão das linhas 5 e 17 do Metrô será realizado em 28 de setembro.

Novo prazo atende a pedido de empresas para que possam preparar suas propostas e visa permitir maior concorrência.

Estação Alto da Boa Vista| Fonte: Linhas - Secretaria dos Transportes Metropolitanos.
A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) prorrogou para 28 de setembro o leilão de concessão das linhas 5- Lilás e 17-Ouro do Metrô. A prorrogação do certame, inicialmente previsto para o dia 5 de julho, atende a um pedido de empresas do setor para que tenham mais tempo para preparar suas propostas e visa permitir ainda que mais companhias possam participar da concorrência. A licitação será realizada na sede da BM&FBOVESPA.

O objetivo é ceder a operação comercial das duas linhas ao setor privado pelo período de 20 anos. O valor estimado do contrato é de R$ 10,8 bilhões, o que corresponde à soma das receitas tarifárias de remuneração e de receitas não operacionais, como exploração comercial de espaços livres nas estações, por exemplo.

O investimento previsto do parceiro privado é de R$ 88,5 milhões, que serão aplicados em melhorias e infraestrutura das linhas a fim de atender aos indicadores de desempenho exigidos do concessionário para oferecer serviços de qualidade à população paulista.

O lance mínimo é de R$ 189,6 milhões e a expectativa é de R$ 3 bilhões de investimentos e reinvestimentos dentro do prazo de concessão, cujo edital foi publicado em 5 de abril deste ano.

Além da concessão das linhas 5 e 17, será licitada a construção da estação Morumbi do monotrilho da linha 17-Ouro, que será elevada e integrada à estação de mesmo nome da CPTM, na marginal Pinheiros, e permitirá acesso rápido e gratuito à linha 9-Esmeralda da CPTM, com a construção de um mezanino ao final da plataforma, além de acréscimo de duas escadas rolantes, elevador e uma escada fixa.

A estação Morumbi será a última do trecho prioritário da linha 17-Ouro. Atualmente, cerca de 900 pessoas trabalham nas obras de implantação desse trecho e do pátio de manutenção.

Linhas 5 e 17.

Conhecida como a linha da saúde, a linha 5-Lilás terá 17 estações ao longo de 20,1 quilômetros, ligando Capão Redondo à Chácara Klabin, incluindo dois pátios de estacionamento e manutenção de trens.

A demanda estimada para a linha completa é de 850 mil passageiros por dia. O trecho fará interligação com as linhas 1-Azul, 2-Verde e 17-Ouro do Metrô, linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e três terminais integrados de ônibus.

Já a linha 17-Ouro, com tecnologia de monotrilho, integrará o aeroporto de Congonhas à rede metroferroviária da capital paulista. O trecho de 7,7 quilômetros de extensão compreenderá oito estações elevadas (Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e Morumbi) e um pátio de estacionamento e manutenção, chamado Água Espraiada. Com demanda diária prevista de 200 mil passageiros, a linha 17 será integrada à linha 5 - Lilás do Metrô e à linha 9-Esmeralda da CPTM.

Apoio Financeiro

O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) oficializou recentemente que concederá apoio financeiro para financiar investimentos da empresa que vier a ser vencedora da licitação de concessão das duas linhas.

"O apoio financeiro do BNDES aumenta a segurança do investimento do eventual parceiro privado e, sem dúvida, representa estímulo para o mercado. Creio que isso deve aumentar ainda mais o interesse pelo leilão", pontua o secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni.

sábado, 5 de agosto de 2017

Obras e testes alteram a circulação de trens do Metrô neste domingo 5/8

Neste domingo 6/8, três linhas do Metrô de SP vão sofrer alterações, e os passageiros serão atendidos por ônibus do Paese que farão de forma gratuita o trajeto entre as estações.

Foto: Metrô SP Noticiando
Linha 4- Amarela

Circulação ficará interrompida o dia todo entre as estações Luz e Butantã para obras Estação Higienópolis-Mackenzie, sob responsabilidade da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.

Os passageiros devem consultar alternativas para seguir viagem no trajeto da linha. Os ônibus do Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) estarão em operação, percorrendo os trajetos entre as estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho até a estação Clínicas, na Linha 2-Verde do Metrô. De lá, os passageiros poderão seguir viagem usando as alternativas da própria Linha 2-Verde, que faz integração com a Linha 1-Azul do Metrô.

Usuários que precisarem seguir viagem pela Linha-9 - Esmeralda da CPTM, na Estação Pinheiros, a partir da Estação Clínicas, na Linha 2 - Verde do Metrô, assim como no sentido inverso, devem retirar senhas para ter acesso à integração gratuita. As senhas serão distribuídas na área paga da Estação Clínicas, próxima à linha de bloqueio e, na área paga da Estação Pinheiros, Linha 9-Esmeralda da CPTM. As senhas só valem para o dia da interdição.

Linha 5-Lilás

Todas as estações da linha 5-Lilás, permanecerão fechadas das 4h40 às 14h00. Nesse período, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro até a abertura das estações.

Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pela estratégia. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 15-Prata

Neste domingo (06) na Linha 15-Prata do monotrilho, em função dos testes programados no novo sistema de controle dos trens, as estações Vila Prudente e Oratório, permanecerão fechadas ao público das 4h40 às 16 horas. Nesse período, os usuários serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema Paese, que circularão no trecho entre as duas estações no período de testes.